Arquivo do mês: novembro 2011

Carta al Legente

   Sintra, 4 de Julio de 1998     (Para Lúcia Castello Branco, y sus alumnos)     Querida Lúcia,                    _________________ fáltame una flor blanca para componer, con rigor, un ramo lila.  Esos, son los colores de hoy. Y, para    … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

no fim, poesia

letra / terra / cura / canto / lacan / llansol / no fim / poesia indígena? / muito mais / nossa /  de cada dia

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário