Quando mais

quando mais,

 

fazer durar esse dia e apagar seus traços

celebrar a memória dos vegetais mortos

consentir que seja rasgado o selo da escrita

deslocar, para o centro voraz do texto, o movimento migratório das aves

recortar os retalhos da paisagem aberta, pois nessas aves de instantes é possível escutar o canto do silêncio,                                                                                                                                                                                                                                  ausência,                                                                                                                                          grão vindo de outro lugar

seguir o amor que insiste em passar intrigado com o traço vegetal de uma única voz

acompanhar os passos que se deslocam na elipse da vida presente.  o seu grito.

ex-crito.

Bordar na superfície branca os fios de um cristal que se desfaz

ler de cor cada passo dos que foram, na vontade e no desejo do amor, para o deserto

ofertá-lo

para fazer durar o acontecimento dessa vida                                                                                no todo que se dispersa para nunca mais ser todo

e o trabalho da escrita

quando mais,

 

estou coberta pelo nascimento dessa voz

para onde vais? – não sei

qual o ritmo que te habita? – não sei

onde deitas a gravidade do teu sopro? – não sei

o que dizes na pausa da respiração? – não sei

pronuncias o canto que te rasga a garganta? – não sei

o que escreves?

           – teu corpo que desfaz no mesmo que procura fazer.

                                                                                             

 

                                 (poema tecido ao redor dos textos de Maria Gabriela Llansol e Wislawa Szymborska, por Janaína de Paula)

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s