Conversas com Llansol

Iniciamos, a partir desta semana, uma outra série de textos em nosso fio de água. A ela demos o nome de “Conversas com Llansol”, seja porque gostaríamos de manter, de alguma maneira, o tom de intimidade e a espessura de afeto dos textos da série “Por que amo Llansol”, seja porque muitos de nós gostarão de lembrar, aqui, as intensas conversas que tiveram, tantas vezes, com Maria Gabriela Llansol, seja ainda porque sabemos que os textos, em sua singularidade, muitas vezes conversam entre si, convergindo, se não para um mesmo destino,  para o que Llansol chamaria de “continuidade de problemática”.

Assim, a série que hoje se inicia convida aqueles que o desejarem a enviar seus textos, textos de outros autores, imagens, canções, “migalhas literárias” que conversem com a Textualidade Llansol e com o momento que essa textualidade atravessa hoje, no mundo, e aqui, neste fio de água que corre em direção a “ensinar, dar testemunho por escrito, compor música para quebrar o saber, levá-la à soleira da porta para que ela receba o sol” — o sol do devir de seu nome.

Anúncios
Imagem | Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s