Arquivo do mês: outubro 2012

Monólogo com LlansolouConversa de Contos do mal errante em clave de Mal de arquivo por Vania Baeta Trago a impressão de tuas confidências envoltas, que, mais do que contos, contam teus desígnios e últimas vontades, segredo impossível de macular, testamento. … Continuar lendo

Nota | Publicado em por | Deixe um comentário

Conversa com Llansol

Neste momento em que o “mal de arquivo” busca suplantar o “mal errante”, julgamos oportuno, em nossa conversa infinita com Llansol, evocar o poema abaixo, de Antônio Cícero, ao lado destas palavras de Jacques Derrida: “Perguntar-nos-emos sempre o que foi possível, … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Conversas com Llansol

Gato num apartamento vazio Morrer – isso não se faz a um gato. Pois o que há de fazer um gato num apartamento vazio. Trepar pelas paredes. Esfregar-se nos móveis. Nada aqui parece mudado e no entanto algo mudou. Nada … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Conversas com Llansol

Postamos esta semana, continuando nossa conversa infinita com Llansol, texto de Lucia Castello Branco acerca do espírito das roupas, que sempre habitou o texto de Llansol, em contraponto às roupas sem espírito, que se enfileiram no armário, depois que o … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário