O canto de leitura

Imagem

Para a postagem desta semana no Canto de Leitura preparamos uma sessão especial. Porque aqui estamos diante de alguém que lê Llansol pela primeira vez, embora tenha convivido com a Gabi durante mais de sete anos, na Bélgica.

Maúda Antunes foi uma das mães de crianças da École de la Rue de Namur, “L’École la Maison”, como a chamavam, na época. Maúda, juntamente com Augusto e Gabriela, ajudou a fundar, a conceber e a manter a escola.

No vídeo abaixo, Maúda lê um trecho dos “Apontamentos sobre a Escola da Rua de Namur”, em que Llansol faz referência a Maria Antunes, filha de Maúda e aluna de Gabi, em seu entusiasmo com as formas de rosto que se desenham no pão que Gabriela terminara de assar. “É sobre este rosto que Albert escreve” — lê-se, no texto de Llansol. São estes rostos aqui expostos que, anos mais tarde, em outra paisagem, lêem e revêem Llansol.

Aqui os damos a ver, como um testemunho do “encontro inesperado do diverso”. Encontro dos legentes com as figuras, aquelas que, como previu Llansol, se originam não exatamente do passado, mas do futuro autobiográfico.

Eis, então, o canto de leitura de Maúda Antunes: http://youtu.be/AU0pPBC4ZNU

Ps: Vídeo de Claudia Renault editado por David Castello. Foto de Lucia Castello Branco.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s