O Canto de Leitura

 

Onça

“Será que o rosto mostra trejeitos estéticos — o rosto de todos os dias?

Será que o rosto  faz momices — mais do que a beleza?
 (…)
Olho o seu rosto em cima do meu. Olho meu rosto no prato. Olho a noção de rosto no meu narcisismo (…) Olho o rosto dos meus comparsas contemporâneos ______ o sol renasce por entre o nevoeiro que nos cobriu hoje. Fica a asserção ______ o rosto do sol é a iguaria da mesa.
Por agora.”
(Maria Gabriela Llansol)
O canto de leitura de Maria Inês de Almeida 
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s