Este é o jardim que o pensamento permite

Foto Lia Krucken

Foto Lia Krucken

Iniciamos, hoje, a série intitulada “Este é o jardim que o pensamento permite”. Esta frase de Llansol, ou melhor, esta cena fulgor nos serviu de direção para a concepção do I colóquio Internacional sobre a obra de Maria Gabriela Llansol, realizado no Teatro de Sabará, em Minas Gerais, no ano de 2002.

Ali havia um jardim abandonado, do qual resolvemos cuidar, para receber o texto de Llansol. Ao nos dirigirmos a ela, consultando-a acerca das plantas que ali colocaríamos, ela nos respondeu simplesmente: “primeiro plantem, depois pensem o jardim”.

Isso nos levou a entender, imediatamente, o que leríamos depois em seu texto: “O jardim não é criado pelo pensamento; o jardim permite pensar, tem a sua própria forma de pensar o pensamento”.

É nessa direção que propomos, aqui, um “pensamento de jardim”. E iniciamos a série com o jardim de Lia Krucken, lá de Hamburgo, de tão longe tão perto.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s