Estético convívio

                                      ” Escutar a escuta” — Foto de Camila Morais

Na última terça-feira à noite, dia 18, a Cas’a’screver, em mais um Encontro de Leitura, abriu às portas àqueles que se entregaram à experiência de escuta da leitura proposta por Janaína de Paula e Maraíza Labanca para o texto À escuta, de Jean-Luc Nancy. Ali estivemos, durante mais de três horas, “à beira do sentido”, ou “num sentido de borda e de extremidade”, a ouvir a ressonância.

Restam, da noite, as franjas do sentido, nas palavras de Marguerite Duras, escritas no quadro negro e iluminadas pela lua: “A gente se habitua a ouvir a ressonância. É isso”. E estas que se seguem, de Maraíza Labanca, a fazerem ressoar as palavras de Jean-Luc Nancy, de Janaína de Paula, de Juliano Pessanha, de Maria Gabriela Llansol:  Texto de Maraíza Labanca

                              “A ouvir a ressonância” — foto de Camila Morais

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s