Estético convívio

                     Patrícia Kauark na (Pausa)Ler, em foto de Ana Alvarenga

                         Jonas Samudio na Cas’a’screver, em foto de Pri Arantes

 

O encontro inesperado do diverso. É assim que recebemos, hoje, a visita fulgurante de Patrícia Kauark, que nos apresentou os Cantores de Leitura, na clave da teoria quântica: a partícula, seu duplo, seu contexto. E, em seguida, o fulgor da escrita de Jonas Samudio, no lançamento de A mais aberta, livro inteiramente produzido por uma pequena comunidade da Cas’a’screver.

Assim, em sobreimpressão, os dois espaços da Cas’a — a sala de espera e a sala da pausa — estiveram para sempre interligados por uma fita de voo: a escrita e a leitura, a escuta e o espanto, a voz e o silêncio. E ali, por toda a parte, a presença de Maria Gabriela Llansol na Casa da Saudação.

 

                                                Foto de Ana Alvarenga

                                                      Foto de Ana Alvarenga

                                                     Foto de Pri Arantes

                                                        Foto de Pri Arantes

                                                  Foto de Ana Alvarenga

Foto de Ana Alvarenga

                                                      Foto de Pri Arantes

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s